Significado de Conjunção

O que é Conjunção

Conjunção é um substantivo feminino que é derivado do Latim conjunctus que significa “ligado, unido”, sendo particípio passado de conjugere que é “colocar com, junto de”.

É uma das classes de palavras determinadas pela gramática geral. O significado de conjunção é ligação, união, junção.

Gramaticalmente falando, conjunção é a palavra invariável que tem a função de fazer a ligação de termos ou orações com contém o mesmo valor gramatical.

São sinônimos de conjunção:

  • Ligação
  • Ocorrência
  • Condição
  • Ensejo
  • Junção
  • União
  • Conexão
  • Circunstâncias
  • Concurso
  • Combinação
  • Ocasião

E seus antônimos são:

  • Deslocação
  • Separação
  • Desmembração
  • Desintegração
  • Subdivisão
  • Secessão
  • Desunião
  • Fragmentação
  • Partilha

Classificação das Conjunções

São separadas em dois principais grupos: coordenativas e subordinativas.

As coordenativas são as que ligam duas orações com o mesmo nível sintático. Fazem parte desse grupo:

  • Copulativas ou Aditivas: expressam a ideia de adição, soma ou acréscimo numa ligação entre duas orações. São: “mas também, bem como, além de, como também, outrossim, tanto, quanto, ademais.”
  • Adversativas: expressam a ideia de oposição ou compensação entre duas orações. São: “no entanto, porém, todavia, apesar, não obstante, mas, mesmo assim, contudo”
  • Disjuntivas ou Alternativas: expressam a ideia de escolha ou alternância numa ligação entre duas orações, incluindo fatos que aconteceram separadamente. São: “ora, já, ou, quer, seja, talvez, não, nem”
  • Conclusivas: que expressam a ideia de consequência ou conclusão numa ligação entre duas orações. São: “por isso, já que, assim, enfim, por conseguinte, por consequência, de modo que, destarte, então, consequentemente”
  • Explicativas: expressam a ideia de motivo, explicação e razão numa ligação entre duas orações, justificando a ideia de uma na outra. São: “já que, como, visto que, porque, que, por isso, porquanto – resposta ao verbo”

As subordinativas são aquelas que ligam uma oração subordinada a uma oração principal. Fazem parte desse grupo:

  • Integrantes: introduzem oração que poderá ser um sujeito, predicativo, agente da passiva, objeto direto, objeto indireto, aposto, complemento nominal de outra oração. Únicas conjunções integrantes: “que, se”
  • Casual: estabelecem relação de causa e consequência entre os fatos mencionados. São: “como, porquanto, visto como, já que, uma vez que, pois que visto que, na medida que”.
  • Comparativa: inicia oração com o segundo membro de uma comparação. São: “mais/menos (do) que, como se, que nem, bem como, que”
  • Concessiva: inicia oração com um fato oposto à ação sugerida pela frase principal, porem incapaz de impedir. São: “dado que, sem que, a não ser que, contanto que”

Ex.: “Dado que tivemos resultados, podemos seguir.”

  • Condicional: inicia oração que indica hipótese ou condição necessária. São: “salvo se, a menos que, sem que, uma vez que”

Ex.: “Não saio sem que coma.”

  • Conformativa: inicia oração que exprime conformidade de pensamento como oração principal. São: “conforme, segundo, consoante, de acordo com”

Ex.: “Irei seguir os passos segundo o manual.”

  • Consecutiva: inicia oração que indica consequência. São: “tamanho, tão, de sorte que”

Ex.: Tamanha foi sua felicidade que até chorou.”

  • Proporcional: inicia oração que indica um fato ocorrido ou para acontecer ao mesmo tempo que a oração principal. São: “à medida que, à proporção que, enquanto, ao passo que”

Ex.: “Ao passo que nos aproximamos sentimos o cheiro.”

  • Temporal: inicia oração indicadora de tempo. São: “logo que, quando, até que, depois que.”

Ex.: “Logo que partimos ela chegou.”

  • Final: serve como adjunto adverbial de finalidade. São: “a fim de que, para que”

Ex.: “Venha para que todos saiam.”

Conjunção em inglês é conjuction.

O significado de Conjunção está na categoria Significados