Significado de Cravo

O que é Cravo

Cravo, com o nome científico de Dianthus caryophyllus, é a flor do craveiro, pertencente ao gênero Dianthus e também à família Caryophyllaceae. Essa é uma planta que pode atingir a altura de até um metro.

Atualmente, existem mais de 300 variações de espécies de craveiros, sendo sua maioria surgida de manipulação genética feita pelo homem.

Cravo

Cravo

Originária do sul da Europa, o cravo é uma flor de fácil cultivo e que também possui um aroma muito suave, sendo a flor ideal para a fabricação de perfumes.

O cultivo do cravo deve acontecer numa terra rica em argila, preferencialmente com um pouco de estrume, areia e adubo vegetal.

A flor de cravo é usada tradicionalmente na lapela de noivos e padrinhos em casamentos tradicionais. Como a rosa é uma flor conectada às mulheres, criou-se assim a tradicional cantiga popular:

 “O cravo brigou com a rosa,

Debaixo de uma sacada,

O cravo saiu ferido,

E a rosa despedaçada”.

Essa música relata, metaforicamente, um desentendimento amoroso.

A utilização de cravos em cerimônias veio da Grécia antiga, onde a flor era utilizada no formato de coroas.

Já na era do Renascimento, o significado de cravo se tornou um símbolo de fidelidade matrimonial.

O cravo pode se apresentar nas cores rosa, branca, amarela, vermelha ou ainda roxa. Cada cor de cravo possui uma simbologia própria, confira:

  • Cravos brancos simbolizam o amor puro, boa sorte, inocência e um pouco de talento também;
  • Cravos cor-de-rosa são intimamente ligados à felicidade e gratidão;
  • Cravos vermelhos são oferecidos como um sinal de admiração e respeito. Também podem ser amor e paixão;
  • Cravos roxos são mais tristes, normalmente associados com solidão e inconstância;
  • Já os cravos amarelos significam alegria e jovialidade, mas apenas quando integrados com arranjos de cores vivas. Sozinhos, costumam simbolizar desdém e rejeição.

O termo cravo, ainda pode ser utilizado para descrever uma concentração de gordura no corpo humano, que vai obstruir poros da nossa pele e se tornar escurecido na superfície por causa do acúmulo de pó. Normalmente, o cravo no corpo é formado por um excesso de secreção sebácea e, se infectado, pode gerar a espinha.

O cravo, por ser uma flor cultivada desde a Antiguidade, adquiriu um valor simbólico muito forte em várias culturas.

Em Portugal, por exemplo, o cravo vermelho tornou-se o símbolo de uma das maiores revoluções do país: a Revolução dos Cravos, no dia 25 de abril de 1974, ficou conhecida como o Dia da Liberdade. Quando os portugueses puseram fim à ditadura de Salazar. Já nos Estados Unidos, Anna Jarvis (a fundadora do Dia das Mães) usou o cravo rosa como o símbolo das mães vivas, com o cravo branco sendo o símbolo das mães já falecidas.

Cravo e canela

No Brasil, o romance Gabriela, Cravo e Canela se tornou extremamente popular após a sua publicação em 1958. De autoria de Jorge Amado, a trama do livro se passa na cidade de Ilhéus, com uma agitada vida noturna fomentada por bordéis e bares.

O romance foi adaptado para a televisão e para o cinema várias vezes.

Cravo-da-índia

O Syzygium aromaticum, também conhecido popularmente como cravinho e cravo-da-índia, é uma árvore da Indonésia (mais precisamente das Ilhas Molucas), mas também cultivado em Granada (Espanha) e na ilha de Madagascar.

Durante a época dos Descobrimentos, tornou-se uma das especiarias mais procuradas pelos europeus. Sem demora, o cravo-da-índia logo passou a ser uma das commodities mais rentáveis da época. O botão da sua flor é seco e depois pulverizado para ser utilizado na culinária e na fabricação de medicamentos, como na odontologia – já que seu óleo possui importantes propriedades antissépticas.

Instrumento musical

Por fim, cravo ainda pode ser o nome de um instrumento musical de cordas e teclado originário da Alemanha. Seu nome germânico, Flügel, vem devido ao seu formato de pássaro.

O cravo foi usado com muita popularidade como instrumento solista em orquestras entre os séculos XVI e XVIII. Depois de 1750, o cravo foi substituído pelo instrumento conhecido como forte-piano.

Compartilhe este significado: