Significado de DNA E RNA

O que é DNA E RNA

Tanto o DNA, quanto o RNA são as formas abreviadas de substâncias químicas que, de certa forma, faz parte da transmissão de caracteres hereditários e a produção de proteínas compostas.

DNA é o mesmo que deoxyribonucleic acid (no inglês) ou ácido desoxirribonucleico (em português). Deste modo, é correto mencionar DNA ou ADN. A sua estrutura foi descoberta em março de 1953 por dois cientistas: o norte americanos James Watson (1928 - ) e o britânico  Francis Crick (1916 – 2004).

São nos genes do DNA que são armazenadas as informações genéticas dos ácidos nucleicos para se construir as proteínas do ARN (ribonucleic acid ou, em português, acido ribonucleico). Assim, os ácidos nucleicos nada mais são do que moléculas de cadeias carbônicas extensas formadas pelos seguintes grupamentos de nucleotídeos: o fosfórico (fosfato), o glicídio (pentoses / monossacarídeo com cinco carbonos) e uma base nitrogenada (pirimidina ou purina).

Em outras palavras, estas substâncias todas são a base do material genético presente em todos os seres vivos, onde o DNA e RNA contribuem para o controle do metabolismo celular, ou seja, o funcionamento da célula e é responsável pela transmissão hereditária das características biológicas entre as espécies.

Vale ressaltar que o DNA é caracterizado pela presença de dois filamentos de hélices entrelaçados por ligações realizadas por meio de pontes de hidrogênio. Por ora, existem quatro bases no ADN a saber: Adenina (A), Citosina (C), Guanina (G) e Timina (T).

A ligação entre elas é feita através do açúcar / fosfato que, consequentemente, forma o nucleotídeo completo. E as bases do ADN são ainda classificadas em dois tipos: o Composto Heterocíclico e as Pirimidinas.

O primeiro trata-se de um composto que possui um anel e que contem ao menos dois tipos diferentes de átomos. Encontra-se nele a adenina e a guanina. Já as Pirimidinas são um modelo de composto orgânico que possui como anéis dois átomos de nitrogênio em substituição ao carbono nas posições 1 e 3. Fazem parte das Pirimidinas: a citosina e a timina.

Diferenças entre DNA e RNA

Existem algumas diferenças entre o DNA e o RNA, sendo que as principais são as seguintes: o DNA é encontrado no núcleo da célula, enquanto o RNA é produzido nesse mesmo núcleo, porém ele possui a capacidade de migrar para o citoplasma.

Quanto à composição de açúcar, o DNA possui a desoxirribose e o RNA a ribose. Já o que se refere às bases nitrogenadas, o DNA possui a adenina, citosina, guanina e timina e o RNA, por sua vez, apresenta a uracila no lugar da timina.

Existe ainda uma diferença quanto ao número de fitas em suas estruturas: o DNA possui uma dupla-hélice (e apresenta uma estrutura regular secundária e simples) e o RNA uma hélice simples (bem menor do que as do DNA, mas com uma diversidade enorme de estruturas).

Se, por um lado o DNA possui como tarefa armazenar e transmitir as informações genéticas, o RNA possui várias funções diferentes entre elas, sintetizar as proteínas da célula.

 

O significado de DNA E RNA está na categoria Significados