Significado de Pedras Preciosas

O que é Pedras Preciosas

Pedras preciosas são minerais cristalinos.

Significado de Pedras preciosas

Também chamadas de gemas, as pedras precisas são feitas a partir de rochas ou minerais encontrados em garimpos ou em minas, que recebem tratamento de lapidação, para se transformarem em artefatos que são vistos nas joalherias.

As pedras preciosas possuem características distintas, tais como:

  • Beleza,
  • Cor,
  • Pureza,
  • Brilho,
  • Transparência,
  • Índice de refração da luz,
  • Dureza.

Dessa forma, cada pedra preciosa é um objeto encantador, com significados profundos e belos, com sua aparência caracterizada pelas cores e pelos brilhos, se tornando alvos valiosos – tanto pela sua raridade como sua robustez.

A origem das pedras preciosas pode ser de três tipos: mineral, animal ou vegetal. Em sua grande maioria, tem-se origem mineral. Exemplos de pedras preciosas de origem vegetal e animal, respectivamente, são: o âmbar (que é secretado por plantas e passa por um processo de fossilização) e a pérola (que é produzida pelas ostras).

O azeviche, por exemplo, é uma pedra preciosa que possui origem vegetal e animal ao mesmo tempo, pois ele é matéria orgânica fossilizada.

Assim como as pedras preciosas “originais”, existem as manufaturadas, isto é, são pedras preciosas criadas de forma artificial para imitar as demais. São também chamadas de pedras sintéticas.

Pedras preciosas como a esmeralda, safira e rubi, por exemplo, são criadas em laboratório, mas possuem toda a composição e características físicas e químicas de seus minerais de origem.

Processo de lapidação

A lapidação é o nome do processo utilizado para transformar uma pedra bruta em pedra preciosa. A lapidação, portanto, fará com que a gema tome uma determinada forma que exiba sua cor e brilho para ser utilizada em joias.

O processo de lapidação pode ser dividido em dois estilos:

  • Facetadas, e
  • Não facetadas.

O estilo facetado é utilizado para gemas com formas geométricas planas e faces polidas, enquanto que o estilo não facetado é usado para gemas que não possuem formas geométricas planas e nem faces polidas.

Por isso, pode-se entender que uma gema colorida possui características óticas diversas e não há lapidação uniforme em todas elas.

Assim, o processo de lapidação possui etapas:

  • Corte: para realizar o acabamento das pedras preciosas, o corte é considerado a parte crucial da lapidação. Essa etapa irá definir o tamanho e a beleza da gema. Quem realiza esse trabalho é o lapidador, que irá estabelecer onde e como cortar a gema para garantir alta qualidade.

Corte incorreto pode acabar com a beleza e diminuir seu valor.

  • Pré-formação: é a etapa seguinte do corte que determinará a forma e o uso para cada gema. Nessa fase há também a necessidade de ter em mente o peso da gema acabada e extremo cuidado para não causar qualquer erro.

Normalmente, a pré-formação é feita através de uma roda de aço vertical que lixará a pedra.

  • Forma: uma resina especial é aplicada na gema pré-formada a fim de dar a forma para a pedra e garantir beleza das facetas e tamanho.

Exige-se precisão e muita habilidade nesta etapa.

  • Polimento: é a fase final do processo de lapidação. Neste momento, a gema – já com o tamanho e forma ideais – é colocada em uma lixa horizontal (de aço ou mesmo de aço e cobre) para completar o polimento final.

Usa-se pasta de diamante para fornecer mais brilho e “fogo” à gema. 

Formas de lapidação e cortes de pedras preciosas

Há diversas formas básicas de lapidação – mas que dependem da forma original da pedra bruta – que precisam ser escolhidas ao considerar onde a joia será aplicada (o design), além de cores, perda de quilates de peso e as inclusões:

  • Oval – é a mais tradicional,
  • Redondo,
  • Pera,
  • Marquise,
  • Coração,
  • Quadrado,
  • Esmeralda Quadrada,
  • Almofada Quadrada,
  • Baguete,
  • Baguete Cônica,
  • Retângulo,
  • Esmeralda,
  • Almofada,
  • Triângulo,
  • Entre dezenas de outras formas.

Dentro da primeira etapa do processo de lapidação tem-se o corte, que nada mais é que a combinação da forma e de um estilo de lapidação.

Diferentes tipos de corte também são encontrados, tais com o corte diamante, corte barion, corte misto, corte princesa, corte trilhante e corte briolete, por exemplo.

Pedras semipreciosas

A definição de pedras semipreciosas surgiu no início do século XX, embora mundialmente falando esse conceito está em desuso.

Por isso, todas as pedras preciosas são chamadas de gemas, independentemente de sua raridade e valor de mercado.

Mas de maneira popular, as pedras semipreciosas ainda são apontadas para aqueles minerais que não possuem tanto valor e menor dureza. Alguns exemplos seriam a ametista, ônix e o topázio defumado.

Na França existe uma lei que especifica que uma pedra preciosa é aquela que possui um grau de dureza maior que o do vidro e que apresenta um visual agradável. No Brasil, no entanto, não há lei que aborde essa diferença.

As pedras semipreciosas são bem mais numeradas, menos acentuadas em relação às características predominantes nas pedras preciosas (como a própria dureza, formato, durabilidade, cor, entre outras). Mas mesmo assim, as pedras semipreciosas são belas e também muito procuradas.

O termo pedra semipreciosa, para muitos especialistas, deve ser evitada para que não desmereça as diversas gemas apreciadas no mundo inteiro. Dessa maneira, a ideia é usar o termo gema.

Significado das pedras preciosas

As pedras preciosas possuem significados tanto místicos como espirituais, que foram passados de geração para geração através de lendas e tradições. Embora sua validade possa ser questionada por discernimentos racionais, a cultura popular ainda utiliza essa ideia para escolher uma pedra preciosa.

  • Ágatas: são procuradas com o significado de favorecer amizades, promover proteção, justiça, prosperidade e vitalidade. Essa pedra preciosa pode simbolizar a vida, fortalecer a coragem, proporcionar autoestima e intuição, além de combater a ansiedade, transmitir paz e tranquilidade.

Durante a Roma Antiga, as ágatas eram símbolo de poder e riqueza.

  • Ametrino: pedra preciosa rara encontrada apenas na América do Sul, ametrino é uma mistura de citrino e ametista. Tem como significados: a conexão a mediunidade, intuição e capacidade de estabelecer ligações. Além disso, traz a ideia de auxiliar na busca pelo sentido da vida, equilibrando os desejos e necessidades do ser humano.
  • Aragonita: a origem do nome vem da cidade Aragonia, na Sicília – Itália. Essa pedra preciosa é utilizada como calmante, previne pesadelos e ajuda no descanso. Ainda, serve para curar doenças reumáticas.
  • Âmbar: significa proteção, sorte, beleza, amor e cura. Motiva e estimula a sexualidade, contribui para o sucesso profissional e trata de dores musculares e doenças de pele. Pode também afugentar maus espíritos.
  • Berilo: tem relação com o erotismo e sensualidade, bem como com sensibilidade, amor e energia. Diz-se que a pedra estimula a libido e aumenta o poder de atração sexual.
  • Calcedônia: pedra preciosa que traz paz e tranquilidade, assim como sorte e proteção. Alivia também pesadelos e auxilia no tratamento de problemas de visão e de voz.
  • Calcite: traz paz, amor, cura, proteção e espiritualidade. Atrai bons pensamentos e elimina os maus, de acordo com os povos antigos.
  • Citrino: pedra preciosa usada para eliminar pesadelos, proporcionar paz e sabedoria, bem como prosperidade, autoestima e também sucesso profissional. Povos antigos de Roma usavam essa pedra para protegerem-se contra maus-olhados.
  • Coral: pedra preciosa indicada para a vitalidade e equilíbrio emocional. Fortalece as amizades, tira a inveja e o mau-olhado, e por isso, serve para proteção.
  • Coralina: está ligada com a paz, sexualidade, cura, aumento da autoestima, alegria de viver e com a vida em si. Para os egípcios, essa pedra possuía poderes divinos. É indicada para tratamento da depressão.
  • Crisocola: essa pedra preciosa possui relação com o mundo dos negócios, além de estimular a paz, amor e a sabedoria. Auxilia nas questões financeiras e favorece o enriquecimento. Favorece os relacionamentos transparentes e confiáveis.
  • Crisoprásio: está relacionada com proteção, saúde, cura, dinheiro, prosperidade, felicidade, autoconfiança e estabilidade financeira. No Egito Antigo, essa pedra era utilizada como amuleto contra magia negra.
  • Cristal: é a pedra preciosa mais conhecida e famosa desde a Antiguidade. Tem como significado a harmonia, equilíbrio, energia e pode curar problemas físicos, mentais e espirituais.
  • Diamante: é uma das pedras preciosas mais populares e possui alto valor. É símbolo de vitalidade espiritual, estimular sexual, proteção, cura, força, coragem, amor e união.
  • Dolomite: indica-se essa pedra para indivíduos que possuam temperamentos agressivos ou agitados. Significa harmonia, limpeza e é calmante. Também equilibra desejos e necessidades. Na Idade Média, a pedra era moída e usada no tratamento de ossos e pele.
  • Dumortierita: tem como significado concentração e disposição. Além disso, harmoniza o ambiente, elimina energias negativas e proporciona relaxamento quando se medita.
  • Esfénio: para os povos antigos, essa pedra preciosa era utilizada para proteção espiritual e equilíbrio mental.
  • Esmeralda: protege pessoas que estão viajando. Também tem como aspectos a confiança e o amor incondicional. Cleópatra, por exemplo, utilizada essa pedra preciosa acreditando que ela rejuvenescia.
  • Fluorite: traz fortalecimento e autoconfiança. Antigamente, era utilizada para tratamento de insônia e para momentos difíceis que precisavam ser superados. Na China, antigamente, era usada para proteger-se contra pensamentos ruins e magia negra.
  • Heliotrópio: ajuda na prevenção de pesadelos, permitindo um sono mais tranquilo. Significa também satisfação e vitalidade. Na Índia, essa pedra era utilizada para afastar doenças e inimigos. Também havia a crença de que ela rejuvenescia e purificava o corpo.

O significado de Pedras Preciosas está na categoria Significados