Significado de Polissemia

O que é Polissemia

Polissemia é um termo cujo significado envolve uma mesma palavra que possui diversos significados diante a vários contextos em que pode ser inserido. É um conceito criado na área linguística, derivado do termo grego “polysemos”, cuja tradução pode ser entendida como “algo que tem muitos significados”, ou seja, palavras polissêmicas possuem vários significados.

Um bom exemplo de palavra polissêmica é a palavra “vela”. Esta pode significar a vela de um navio; a vela de cera feita para iluminar o ambiente ao ser inserido fogo em seu pavio ou pode ser também a conjugação do verbo velar, que na língua portuguesa. Outro exemplo é a palavra “cabo”, que tem diferentes significados, por exemplo, uma interpretação pode dar a entender que a palavra se refere ao posto militar, mas também pode significar um acidente geográfico ou um cabo de determinados objetos como a vassoura.

Os diferentes significados dessas palavras dependem da afinidade etimológica do vocábulo, o uso metafórico da palavra e o próprio contexto em que está inserido, onde o termo torna-se monossêmico na prática, possibilitando a comunicação.

Polissemia e homonímia

Não é raro que as pessoas confundam a polissemia com a homonímia. Como já dito anteriormente, quando uma mesma palavra possui diversos significados, ela é chamada de polissemia. Contudo, o caso que causa tanta confusão é quando duas ou mais palavras com origens distintas têm grafia e fonologia iguais, caso esse conhecido como homonímia.

A palavra “manga” pode ser constada como um caso de homonímia e também um engano comum. Pode significar tanto a fruta quanto a parte de uma camisa. Não é classificado como polissemia pois os significados tem origens diferentes. Por esse motivo, muitos estudiosos acreditam que a palavra merecia ter mais de uma menção no dicionário.

“Letra”, por outro lado, é sem dúvida uma palavra polissêmica. Ela pode significar o elemento básico com compõe o alfabeto, a caligrafia de uma pessoa ou o conteúdo de uma música. Embora sejam significados diferentes, todos se interligam por derivarem do mesmo conceito, a escrita.

Polissemia a ambiguidade

A polissemia e a ambiguidade têm impacto significativo na interpretação de uma oração. Em nossa língua, existem enunciados que podem ser ambíguos, ou seja, terem mais de uma interpretação, talvez ocasionada pela colocação específica de uma palavra na frase. Podemos ver isso analisando a próxima frase: Pessoas com alimentação equilibrada normalmente são mais felizes. Essa frase abre possibilidade para duas interpretações: pessoas têm alimentação equilibrada porque são mais felizes ou são felizes devido à alimentação equilibrada.

Igualmente, uma palavra polissêmica induz a pessoa a fazer mais de uma interpretação. Para interpretar corretamente, o leitor precisa ser bem atento ao contexto em que está inserida.

Denotação e conotação

Existem mais palavras com significados variantes que se encaixam em outras classificações linguísticas além da polissemia, por exemplo, denotação e conotação.

Existe uma diferença básica entre os dois termos. A denotação é uma forma clara e objetiva de fala, usando as palavras com o exato significado que possuem no dicionário. Já a conotação usa as palavras em um sentido figurado, metafórico.

Intertextualidade

Intertextualidade é uma produção escrita que tem por base outro texto previamente escrita, tendo por muitas vezes certa “comunicação” com ele. Esse conceito assume papéis distintos, dependendo dos enunciados e circunstâncias em que se inclui.

Paronímia

Paronímia nada mais é do que a semelhança de duas palavras com som e grafia semelhantes, porém, ao serem analisados individualmente, percebe-se claramente a diferença entre elas. Um exemplo de paronímia: a diferença entre a palavra “cavalheiro” e a palavra “cavaleiro”.

O significado de Polissemia está na categoria Significados