Significado de Bullying

O que é Bullying

Bullying é uma palavra de origem inglesa, derivada de bully, termo que significa tirano, brigão ou valentão.

O quer é bullying?

Bullying é uma palavra usada para definir a prática de atos violentos, repetidos e intencionais, contra qualquer pessoa indefesa, geralmente causando danos físicos e psicológicos.

O bullying é caracterizado como o fato de uma pessoa bulir, tocar, bater, socar, zombar, tripudiar, ridicularizar ou colocar apelidos humilhantes em outra pessoa, em geral mais fraca do que quem pratica o bullying, sendo uma prática comum entre pessoas que gostam de mostrar-se superiores e autoritárias com relação àquelas que consideram física ou mentalmente inferiores.

A intenção de quem pratica bullying é intimidar, humilhar ou agredir física ou moralmente uma outra pessoa, agindo individualmente ou em grupos, sempre dirigindo seus atos contra pessoas que não conseguem se defender ou mesmo entender os motivos que possam levar à agressão.

De uma forma geral, as vítimas de bullying sempre temem os agressores, na maior parte das vezes em virtude da superioridade física ou pela influência que o agressor exerce sobre o meio social em que a vítima de bullying busca se inserir ou está forçosamente inserido.

Embora seja um termo comum entre escolares, o bullying também pode ser encontrado em outros ambientes, como na rua, no trabalho, nas academias e clubes, ou, em alguns casos, até mesmo no próprio ambiente familiar.

A justiça brasileira considera o bullying como uma infração que pode ser classificada como injúria, difamação ou lesão corporal, dependendo do caso, embora não exista uma lei específica para punir os agressores.

Bullying na escola

Como citamos anteriormente, o bullying é uma das formas mais frequentes de agressão física e mental dentro das escolas, ocorrendo em praticamente todos os países do mundo. O bullying na escola é um problema que tem se agravado nos últimos tempos, sendo considerado algo crônico no ambiente escolar.

Os métodos e formas de agressão praticados em alunos são os mais variados, ocorrendo em praticamente todos os níveis da fase escolar, agrupando indivíduos desde o nível fundamental até os de ensino superior.

Na escola, o bullying tem como consequência o atraso na aprendizagem do aluno vítima, afetando muitas vezes seu comportamento social, fora do ambiente escolar, segundo a Psicologia. Em virtude dos danos provocados, tanto pais quanto professores devem manter a atenção com relação às atitudes dos filhos e alunos, procurando verificar alterações no comportamento ou sinais de agressão física, além de qualquer situação que se apresente fora do padrão normal dos alunos.

O bullying tem como principal característica ser realizado, na maior parte das vezes, em ambientes isolados, com pouca supervisão ou presença de adultos e, de forma geral, começa com apelidos humilhantes e pejorativos, podendo se desenvolver de forma mais séria e chegar à agressão física.

O problema do bullying torna-se ainda mais sério quando as escolas negam ou ignoram sua existência, o que deixa a vítima ainda mais indefesa, fazendo com que se isole dos colegas, perca o rendimento escolar e se sinta perseguida, com medo de sofrer novamente a agressão.

A principais manifestações de bullying são feitas através de humilhações de cunho racista, difamatórias e separatistas. Quando não combatido devidamente, o bullying pode resultar em alterações nos traços de personalidade, prejudicando a vítima durante toda a sua vida.

Nas escolas, o bullying deve ser motivo e discussões em grupo e esclarecimento aos alunos, buscando que tomem atitudes dignas e comprometidas com o aprendizado e respeitando as diferenças existentes entre as pessoas.

O bullying, assunto tão discutido atualmente nas escolas, sempre existiu e certamente sempre vai ocorrer. Assim, é preciso consciência dos professores e educadores, uma vez que pode levar a tendências suicidas, situação que, por sinal, foi o que levou o professor Dan Olweus, da Universidade da Noruega, a cunhar o termo quando fez a associação do bullying com o índice de suicídios naquela escola.

Consequências do bullying

Em geral, uma pessoa vítima de bullying pode apresentar um ou mais dos sintomas abaixo:

  • Problemas estomacais, como gastrite ou outros transtornos alimentares, como falta de apetite;
  • Distúrbios de sono;
  • Fácil irritabilidade, depressão ou transtornos de ansiedade;
  • Dores de cabeça;
  • Pensamentos autodestrutivos, como desejo de suicídio.

O bullying, quando não solucionado, pode levar a vítima a necessitar de tratamentos psicológicos para reduzir os efeitos das marcas herdadas pela

O significado de Bullying está na categoria Significados