Significado de Jerusalém

O que é Jerusalém

Jerusalém é uma das mais antigas cidades do mundo, sendo considerada um território sagrado para o Islamismo, o Cristianismo e o Judaísmo, as três grandes religiões abraâmicas.

O que é Jerusalém

Jerusalém está localizada em Israel, entre o mar Morto e o mar Mediterrâneo, numa região de planalto nas montanhas da Judeia, na região central do país, distante 60 km de Tel Aviv, que se localiza ao leste da cidade. O estado de Israel reivindica a cidade como sendo a sua capital, mas grande parte da comunidade internacional não reconhece a cidade como tal.

A história de Jerusalém apresenta inúmeros episódios de invasões e batalhas, tendo sido destruída e reconstruída algumas vezes, pertencendo durante a Idade Antiga a gregos e romanos, a persas e babilônios, estando durante a Idade Média sob o domínio dos mulçumanos.

Em hebraico, o nome de Jerusalém se escreve Yerushaláyim, uma palavra que tem em sua raiz os termos hebraicos equivalentes a temor de Deus e perfeição. Para a tradição judaico-cristã, a cidade de Jerusalém foi conquistada dos Jebuseus por Davi e transformada na capital dos hebreus. Depois, o filho de Davi, Salomão, herdou o trono de seu pai e construiu na cidade o Primeiro Templo, uma obra monumental e sagrada para os judeus.

Contudo, para os cristãos, o que tornou Jerusalém uma cidade sagrada foi a passagem de Jesus por ela, relatada nos evangelhos do Novo Testamento. A primeira menção de Jesus em Jerusalém encontrada na Bíblia cristã é aquela em que o vemos aos 12 anos impressionando os doutores da lei com sua sabedoria após se perder de seus pais, Maria e José. É em Jerusalém que se dá de acordo com os relatos bíblicos os últimos momentos de Jesus na Terra, onde ele faz suas últimas pregações, deixa seus últimos ensinamentos e onde é finalmente crucificado e morto para ressuscitar três dias depois.

Os mulçumanos dominaram a cidade por um grande período de tempo e, em 638, Jerusalém passou a ser considerada a terceira cidade mais sagrada dentro do Islamismo, ficando atrás somente de Meca e Medina na Arábia Saudita. No século XVI são os Turcos Otomanos que passaram a dominar a cidade mantendo o seu domínio até a Primeira Guerra Mundial.

Entre os diversos pontos da cidade considerados sagrados ou que são relevantes para a história das religiões ocidentais, temos a Esplanada das Mesquitas, importante local de peregrinação para mulçumanos, que chamam o local de Nobre Santuário, enquanto que Cristãos e Judeus o chamam de Monte do Templo e também peregrinam ao local.

É famoso também em Jerusalém o Muro das Lamentações, um lugar sagrado para os judeus, que consideram o muro como sendo um resquício do antigo Templo de Salomão. Lá encontramos ainda o Santo Sepulcro, onde creditasse ser o lugar onde Jesus depois de ser crucificado foi enterrado para ressuscitar três dias depois.

O significado de Jerusalém está na categoria Significados