Significado de Pluralidade

O que é Pluralidade

Pluralidade é um termo utilizado para expressar algo que possui grande quantidade, múltiplo ou amplo. O termo pode se referir à diversidade de objetos, produtos ou seres reunidos em um mesmo ambiente físico.

O que é Pluralidade:

Também pode significar que algo está além do limite previsto ou não é único, como por exemplo, pluralidade de raças, pluralidade de ideias ou opiniões, dentre outros.

Pluralidade cultural

A pluralidade cultural é a mistura de diferentes culturas de um povo, ou seja, é a reunião de vários tipos culturais distintos. É a mistura de todos os tipos de tradições, etnias, manifestações e diversidades culturais.

Quando Portugal estava colonizando o Brasil, por exemplo, trouxe muitos escravos para cá, começando assim uma grande pluralidade e mistura de raças. Logo, outros imigrantes também vieram para nosso país, trazendo seus costumes e tradições, aumentando ainda mais a miscigenação entre os diferentes povos e ampliando a pluralidade de nossa cultura.

A pluralidade cultural de uma sociedade é constituída pelo consentimento, permissão e aceitação de culturas distintas em seu meio. Porém, muitos países não aceitam a intervenção de outros povos ou outros tipos de culturas e expressões diferentes dentro de sua tradição. Um país que se encaixa nesse padrão é classificado de monocultural.

Pluralidade dos mundos

A doutrina Espírita de Allan Kardec preconiza o pensamento da Pluralidade dos Mundos Habitados, cujo princípio se baseia na ideia de que há vários mundos no universo, onde existem vidas com seres pensantes como nós. Porém, a diferença entre o nosso mundo e o deles é o grau de evolução dos mesmos.

Para os espíritas, quando as pessoas partem deste mundo, eles apenas desencarnam, mas seus espíritos continuam vivos,  podendo reencarnar novamente em mundos completamente diferentes, mais evoluídos ou não.

Uns podem ir para uma terra selvagem e menos evoluída, outros para planetas mais avançados. Kardec diz que a terra é somente um planeta de passagem e que aqui é o lugar de transição entre o mundo primitivo, o mundo espiritual e o superior.

Classificação dos mundos

Os mundos podem ser classificados em cinco graus de evolução:

  • Mundos primitivos: Mundos reservados para as primeiras encarnações. As pessoas prezavam somente os bens materiais. Não havia nenhum tipo de compaixão, bondade ou fragilidade. Os seres não tinham noção do que era certo ou errado, sem sentido de decência moral. A Terra já foi um desses mundos primitivos.
  • Mundos de expiações e provas: esses mundos convivem com a dominação do mal sobre o bem. Possuem muitos habitantes que têm uma capacidade intelectual avançada, porém, ainda carregam consigo muitas falhas, como orgulho, raiva ou inveja e demonstram muita imperfeição moral. O planeta Terra ainda faz parte desse mundo, por isso, o ser humano ainda convive com o sofrimento. 
  • Mundos regeneradores: são mundos que servem de passagem entre as expiações e os mundos felizes. Quem vive nesses mundos ainda não alcançaram a contemplação final. Nesse caso, os defeitos que existiam nos mundos das expiações já não estão presentes, porém as almas que sofrem encontram certa paz e certa calmaria. No entanto, como os homens ainda são carnais, podem se sujeitar ao caminho do mal e cair nas tentações do mundo material.
  • Mundos Ditosos ou felizes: nesses mundos não há mais dores, medos, guerras, sofrimentos ou qualquer outro tipo de mal. Todos têm vida longa, se movem levemente, com muita rapidez e facilidade. Os espíritos evoluídos são os seres que habitam esses mundos.  
  • Mundos Celestes ou Divinos: nesses mundos o bem reina absoluto. Todos os espíritos são puros e perfeitos. Não há mais provas ou expiações. Não há mais a necessidade de reencarnarem ou ficarem presos em um mundo paralelo. São os mensageiros de Deus e possuem a felicidade absoluta.

Pluralidade religiosa

Os conceitos de pluralidade religiosa não devem ser confundidos com os de diversidade religiosa.

Diversidade religiosa ou variedade religiosa faz referência à existência de diferentes cultos e formas religiosas ocupando um espaço em comum.

Em compensação, a pluralidade religiosa é definida como sendo um pensamento filosófico que reconhece qualquer religião como verdadeira e válida, independentemente da doutrina.

A pluralidade religiosa respeita todos os tipos de crenças, desde que o seu intuito seja o de buscar o bem celeste, a felicidade e a paz espiritual.  

Aceitar a pluralidade religiosa é aceitar um tipo de filosofia, não necessariamente, sendo obrigado a praticar nenhum tipo de religião.  

O significado de Pluralidade está na categoria Significados