Significado de Puritana

O que é Puritana

Puritana trata-se de um adjetivo que caracteriza uma pessoa austera e moralista, que é extremamente rigorosa quanto à colocação de princípios morais, e na propagação de suas ideias e costumes, principalmente quando se trata se assuntos sexuais. Puritana é a pessoa que segue o puritanismo.

Puritanismo

O puritanismo é uma doutrina que tem como base o calvinismo. Possui seus pilares no seguimento de princípios morais extremamente rígidos e de simples adoração.

Era, principalmente, praticado na Inglaterra, durante o século XVI, época em que o cristianismo reinava com fervor através de condutas e normas rígidas que deveriam ser seguidas como lei vigente.

O puritanismo acreditava que a eucarística era uma comemoração que tinha relação com a Última Ceia, e excluiu qualquer tipo de rituais ou músicas em suas missas. Também foram tirado os vitrais, imagens e quadros das suas igrejas e transformaram assim o culto em um simples sermão sob 4 paredes, sem que houvesse qualquer tipo de adorno ou referências/ símbolos.

Eles também aboliram qualquer comemoração de Natal ou Páscoa e renovou o sistema episcopal, ou seja, a congregação passou a escolher os próprios pregadores de suas igrejas.

Os puritanos que professassem o puritanismo eram perseguidos e mortos e por sobrevivência passaram a fugir para América.

Revolução puritana

A revolução puritana ocorreu na Inglaterra em meados de 1640. Foi um conflito entre o parlamento e a monarquia, que até então era comandada pelo rei Carlos I, que de forma autoritária, não aceitava intervenções políticas dos parlamentares e comandava todo o reino de acordo com sua vontade e interesse.

Todas as revoltas e conflitos se iniciaram quando Calos I assumiu o reinado após a morte do pai, Jaime I, que fizera sua dinastia, responsável por grandes mudanças políticas, se aliar à Igreja Católica para fortalecimento de ideias conservadoras, juntamente a uma política mais flexível.

Naquele período, a Irlanda possuía uma economia livre e independente dos ingleses, que atuavam com o sistema feudal enraizado. Quando Carlos I estava no poder, desejava aumentar os impostos, mas era dependente do parlamento.                  

Quando foi exigido uma petição com explicações do motivo do aumento, o rei se enfureceu e exigiu o fechamento do parlamento, que ficou sem qualquer tipo de poder ou direitos políticos por mais de dez anos.

Com a implantação de mais impostos e tributos, os burgueses se viram prejudicados e optaram por não pagar, dando início a uma crise financeira, o que fez com que os parlamentares ficassem divididos em dois grupos:

Os Levellers: que eram mais pacíficos e lutavam pelo direito de liberdade em praticar sua religião católica.

Os Diggers: Que defendiam uma divisão de terras mais justa e igualitária, além de lutarem pela reforma agraria do país.

Quando o rei devolveu o poder político aos parlamentares, se viu novamente precisando consultar o parlamento antes de iniciar a guerra civil, e inconformado com isso, ele ameaçou fechar o parlamento novamente.

Dessa forma, os parlamentares começaram a criar os primeiros grupos de milícias e investidas contra os monarcas. Em meados de 1649, o exército de parlamentares conseguiu capturar e decapitar o rei.

Com a grande vitória, conseguiram também dividir as terras de forma justas entre os pequenos camponeses e estavam pela primeira vez no sistema republicano, que pela falta de experiência acabou por excluir as classes mais baixas do poder político. E então os puritanos surgiram tentando limpar os vestígios da igreja católica e purificar os católicos, implantando regras morais mais rígidas e limpando as igrejas das imagens e símbolos que possuía.

O significado de Puritana está na categoria Significados