Significado de Surrealismo

O que é Surrealismo

Surrealismo é uma palavra que vem do francês surrèalisme. A palavra francesa surrèalisme foi criado no ano de 1917, por Guillaume Apolinaire, um escritor.

A palavra vem do prefixo latino sur- (que quer dizer “abaixo”, “além”) e do radical francês réalisme. Este readical é proveniente do latim realis, que quer dizer “verdadeiro” e vem de res, que significa “coisa”.

O que é Surrealismo

Ao pé da letra, a palavra surrealismo quer dizer “o que está acima do realismo”.

O surrealismo foi um movimento artístico e literário que teve início na Europa no período entre guerras. As vanguardas foram, basicamente, movimentos que prenunciaram e até mesmo iniciaram a estética modernista. Além do surrealismo, também são movimentos de vanguarda: cubismo, dadaísmo e expressionismo.

Dentre as principais características do surrealismo estão a expressão do pensamento do artista de maneira espontânea e automática, tomado pelos impulsos do inconsciente e renegando qualquer espécie de padrão imposto pela sociedade, seja ele social, moral ou lógico.

O surrealismo foi um movimento que nasceu com inspirações profundas no trabalho desenvolvido por Freud, em especial em seu estudo e análise dos sonhos. Assim, o surrealismo, como os sonhos, buscava alcançar o subconsciente humano e expressá-lo da maneira mais orgânica possível, evitando intervenções do raciocínio.

Apesar de ter sido criado e nomeado em 1917, o Manifesto Surrealista (Manifeste Du Surrèalisme) só foi publicado em 1942, escrito por um poeta e crítico chamado André Breton. No manifesto, o poeta rejeita o que chama de ditadura da razão e afirma acreditar na possibilidade de juntar dois estados tão contraditórios como o sonho e a realidade, reduzidos na forma de uma sobre-realidade, realidade absoluta, surrealismo.

O movimento caminhou para seu fim com o início da Segunda Guerra Mundial. Os artistas ainda permaneceram produzindo dentro da estética surrealista por algum tempo, mas pouco a pouco o movimento morreu e deu lugar ao modernismo.

Surrealismo na Literatura

O surrealismo, por buscar representar o mundo dos sonhos dentro da realidade, possui um caminho mais fácil nas artes visuais, por isso, é nelas que tem mais destaque. Apesar disso, o surrealismo também existiu dentro da Literatura.

A linguagem surrealista busca o tempo todo a descontextualização, o desregramento, a quebra das relações de significação, buscando um novo sentido na linguagem, bastante ao exemplo das análises freudianas. Para Freud, uma maçã que aparece num sonho nem sempre representará uma maçã, talvez possua outro significado. É este o movimento que a literatura surrealista busca imitar.

O surrealismo literário pregava o uso de qualquer técnica que pudesse driblar o raciocínio, dentre elas, a escrita automática. A técnica da escrita automática é simples: o escritor deve evitar pensamentos conscientes, de maneira a se manifestar de forma livre. A primeira publicação seguindo este modelo foi de André Brenton, um livro intitulado “Os Campos Magnéticos”.

Surrealismo na Arte

Na arte o movimento surrealista ficou bastante conhecido graças à fama e à excentricidade de Salvador Dali, que criou quadros com objetos oníricos (próprios do sonho) e fora de contexto.

Um grupo de artistas criou, em 1926, uma galeria de arte surrealista (Galerie Surrealiste), na França. O movimento começou a se espalhar pelo mundo a partir de 1930 e então começaram a ser montadas exposições na Europa: Checoslováquia, Inglaterra, Dinamarca e Ilhas Canárias. Além disso, exposições de arte surrealista também foram montadas nos Estados Unidos. EM uma mostra montada em Paris, em 1938, um total de 22 artistas surrealistas conseguiu expor suas obras para apreciação.

De Salvador Dali muitas pinturas seguiram a estética surrealista, sendo a mais icônica delas um quadro chamado “A Persistência da Memória”, no qual é possível observar relógios de bolso derretendo em uma paisagem árida.

Também receberam destaque os pintores Magritte e Tanguy. De Magritte há um quadro surrealista bastante famoso, chamado “La Vois des Airs”, que é a representação de uma paisagem simples, apenas grama e céu, com três grandes sinos de metal flutuando no meio da tela.

Já Tanguy possui o quadro “Palais Promontoire”, uma pintura com cores claras e poucas e com o uso de formas líquidas. Acredita-se que esse quadro tenha influenciado o trabalho de Salvador Dali.

As obras de arte surrealista penetravam o mundo dos sonhos e de lá tiravam o absurdo do processo onírico, a imaginação, o despropositado. Eram temas frequentes também o erotismo (nunca realista, sempre com elementos oníricos) e o humor ácido. O pudor não tinha espaço nas obras surrealistas.

Os maiores nomes do surrealismo se reuniram para uma das últimas exposições surrealistas, que aconteceu em Paris, no ano de 1947.

Surrealismo no Brasil

O movimento surrealista, apesar de nascido na Europa, chegou até o Brasil entre os anos de 1920 e 1930. Dentre os nomes influenciados estavam a pintora Tarsila do Amaral, a escultora Maria Martins, o poeta Murilo Mendes e escritores como Mário de Andrade e Oswald de Andrade.

O significado de Surrealismo está na categoria Significados