Significado de Estado Teocrático

O que é Estado Teocrático

Estado teocrático é uma expressão. Os dois termos são substantivos masculinos. Estado é um termo que vem do Latim status, que significa “condição, situação”, de stare, que é “ficar de pé, estar”. Teocrático deriva-se de teocracia, que por sua vez, vem do Grego theokratia, que significa “poder, comando dos deuses”.

O que é Estado teocrático:

O significado de Estado teocrático descreve um determinado país ou nação que tem um sistema de governo que se submete às normas de uma religião, ou seja, é todo governo em que as justificativas de caráter religioso orientam a formação do poder instituído.

Isso quer dizer que um estado teocrático tem suas ações políticas, de conduta ética e moral, jurídicas e até mesmo a força policial geridas pelas regras e bases daquela doutrina religiosa específica.

São exemplos de Estados teocráticos hoje: o Vaticano, que representa a Igreja Católica; Israel, que representa e segue as doutrinas de um Estado Judeu; e o Irã, que tem como fundamentos a República Islâmica.

Pode-se comparar o estado teocrático com os conceitos dos Estados confessionais, que são aqueles países ou nações que adotam oficialmente determinada crença. Dessa forma, assim como a teocracia, há um privilégio – de natureza política, judicial ou econômica – de um grupo religioso sob outras doutrinas que podem (ou não) existir nesta mesma sociedade.

É possível descrever que os Estados teocráticos são caracterizados por representantes que estão ligados (de maneira direta ou indireta) com alguma divindade ou clero (doutrina religiosa ou Igreja), sendo nesses casos chamados de “porta-vozes”, ou ainda podem chegar a assumir a condição de divindade encarnada, como se declarando também como descendentes diretos dos deuses.

Isso pode ser visto na Antiguidade, especialmente no Antigo Egito. O maior exemplo foi com o grande deus Amon-Rá – os egípcios cultuavam os faraós seguintes como se fossem verdadeiras divindades, pois acreditavam que estes eram filhos daquele deus, que, por sua vez, era considerado a encarnação de Hórus, o deus-falcão. Por isso, todas as oferendas e sacrifícios garantiam a felicidade do faraó e o bem do povo.

A civilização maia também teve uma organização onde as cidades eram governadas por um estado teocrático.

Teocracias de regadio é o nome dado às primeiras organizações que tinham como elementos o poder político sustentado pela religião e a agricultura baseada nos grandes sistemas de irrigação. Império de regadio da Mesopotâmia é um exemplo, pois a região usava essas práticas para garantir a produção, sendo o único e supremo administrador de alimentos com base na irrigação.

Estado teocrático e Estado laico

Os Estados laicos, conhecidos também como Estados seculares, são o contrário dos Estados teocráticos.

Enquanto que em um estado teocrático existe uma religião oficial, um apoio a uma determinada religião, onde ela pode estar relacionada com as ordens de uma nação, em um Estado laico acontece algo totalmente diferente.

Em um Estado laico, o Estado não está submetido à qualquer regra de religião, independentemente de qual for. Dessa maneira, há uma neutralidade entre o governo e o campo religioso – ambos não se misturam: as decisões do governo podem ser acatadas sem a influência da classe religiosa.

No Estado laico, espera-se também que haja respeito por qualquer tipo de manifestação religiosa, tratando o cidadão com igualdade, seja qual for a religião que ele escolha seguir. Nesse contexto, vê-se que há liberdade de praticar o culto específico da religião de cada um, sem qualquer proibição.

O significado de Estado Teocrático está na categoria Significados