Significado de Fibra Óptica

O que é Fibra Óptica

Fibra óptica é uma expressão. Fibra é um substantivo feminino que tem origem no Latim fibra, que significa “fibra”, possivelmente tendo relação com filum, que quer dizer “fio”. Óptica também é um substantivo feminino, esta de origem no Grego optikos, que significa “relativo ao que se pode ver”.

O significado de Fibra óptica descreve um filamento feito de material transparente e flexível (que possui um volume menor do que um fio de cabelo humano) que possui como principal utilidade a transmissão de dados em alta velocidade a grandes distâncias.

A fibra óptica é composta por cabos de vidro ou plástico que são excelentes condutores de pulsos luminosos, sendo uma tecnologia muito utilizada no setor de telecomunicações, pois ela tem um alto grau de segurança na entrega da informação.

Graças à própria tecnologia, os tradicionais cabos de metal foram substituídos pelos fios de fibra óptica, que trouxeram uma comunicação mais rápida e sem interrupções de sinais e dados, independentemente de ser por voz ou vídeo, já se tornando uma opção interessantes para o âmbito residencial.

O núcleo das fibras ópticas é feito, portanto, de material transparente para que se forme um tipo de espelho que irá permitir que a luz que penetra o cabo seja refletida e faça com que a informação seja transmitida imediatamente. O núcleo é normalmente composto por um fio de vidro totalmente puro que está em perfeitas condições de reflexão da luz – esta é a característica principal para que os dados sejam transmitidos de forma rápida, isto é, quando uma fonte de luz emite um feixe em uma ponta que deverá alcançar a outra.

Embora existam as fibras ópticas de plástico e de outros materiais transparentes, a de vidro ainda é a mais pura.

Há dúvidas sobre a grafia, entre fibra ótica ou fibra óptica. É importante frisar que ambas as opções estão corretas para a língua portuguesa, possuindo a mesma definição. Muitos especialistas, entretanto, afirmam que é importante manter a palavra óptica como alternativa principal, por conta de sua origem grega.

Vantagens e desvantagens da fibra óptica

A fibra óptica apresenta variadas vantagens. São elas:

  1. Utilização de matérias-primas mais abundantes que o metal na fabricação dos fios,
  2. Dimensões reduzidas,
  3. Grandes quantidades de informação são transportadas.

Por exemplo, um par de fibras ópticas pode transmitir 2.5 milhões ou mais de chamadas telefônicas ao mesmo tempo.

  1. Cabos com núcleo de vidro são imunes às interferências das ondas eletromagnéticas – dessa forma, eles não oxidam ou corroem conforme o ambiente em que se encontram.

Isso também faz com que não aconteça distorções do sinal.

  1. Segurança no sinal: há extrema dificuldade em desviar um sinal de uma fibra óptica, por conta de sua imunidade às interferências eletromagnéticas,
  2. Custo baixo na fabricação quando utilizado o vidro, pois ele é produzido da sílica, mais especificamente do quartzo, mineral muito abundante no mundo,
  3. Uso médico: as fibras ópticas são utilizadas na criação de equipamentos que são úteis na realização de exames com diagnóstico mais preciso e que sejam menos invasivos nos pacientes.

Já como desvantagens, as fibras ópticas contam com as seguintes:

  1. Preço elevado na instalação,
  2. Dificuldade de conexões das fibras ópticas,
  3. Fibras ópticas sem encapsulamento são frágeis,
  4. Há dificuldade para ramificações – por exemplo, conexões tipo “T” sofrem com perdas muito altas de dados.
  5. Impossibilidade de alimentação remota dos repetidores.
  6. Há falta de padronização dos componentes ópticos.

Monomodo e multimodo

Largamente empregados, há dois tipos de fibras ópticos: o monomodo e o multimodo.

  • Monomodo:

As fibras ópticas do tipo monomodo têm como aspecto um núcleo de diâmetro muito fino e também por possuírem um único modo de propagação com a luz percorrendo o interior da fibra por um único caminho, ou seja, um único modo.

Isso significa que a largura da banda utilizada é maior e há menor dispersão da luz emitida. As fibras ópticas monomodo são muito utilizadas em comunicações de médias e longas distâncias.

Esse tipo ainda se diferencia pela variação do índice de refração do núcleo em relação à “casca” (revestimento exterior), em:

- Single Mode (há grande dispersão cromática),

- Dispersion Shifted (sem dispersão),

- Non Zero Dispersion (dispersão baixa, porém não nula),

- Low Water Peak.

As fibras ópticas do tipo monomodo possuem qualidade superior, no entanto a fabricação é bem cara, além de ter um manuseio difícil e a exigência de técnicas avançadas.

  • Multimodo:

As fibras ópticas do tipo multimodo possuem um diâmetro do núcleo maior do que as fibras monomodo. Isso faz com que o núcleo permita que a luz tenha diversos modos de propagação – assim, a luz irá percorrer o interior da fibra por vários caminhos.

Assim como as fibras monomodo, as de multimodo também podem ser classificadas conforme a variação do índice de retração entre o núcleo e a casca:

- Índice Degrau,

- Índice Gradual.

O que as diferencia é a capacidade. A fibra de índice degrau é inferior à outra, isso tanto pela questão do sinal como pela perda das informações.

As fibras ópticas do tipo multimodo são mais utilizadas para comunicações a curta distância. Um exemplo é a rede local (LAN).

O significado de Fibra Óptica está na categoria Significados